Delegado Danilo Fabiano representando Rio Verde na Segurança Pública

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Delegado rio-verdense
comanda o setor de inteligência
da Segurança Pública de Goiás

Nos últimos anos, após entender a importância da atividade de inteligência em segurança pública dentro das intervenções policiais, o Governo do Estado de Goiás, passou a valorizar o setor e a investir em equipamentos para aprimorar e aperfeiçoar o fluxo integrado de informações entre as forças de segurança e a constante capacitação dos integrantes da área.

Desde abril/2016 o então Delegado Regional de Rio Verde, Danilo Fabiano, passou a comandar importante pasta dentro da Segurança Pública.

Dentre as principais iniciativas está o estabelecimento do
Sistema de Inteligência de Segurança Pública – (SISP) que foi instituído no estado, através do Decreto Estadual nº 8.869 de 12 de janeiro de 2017. A partir de então as inteligências da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Administração Penitenciária, Polícia Técnico Científica, Secretaria da Casa Militar, Procon e Detran, além de organismos federais e municipais de inteligência, são componentes desse sistema.

O delegado de polícia e superintendente de Inteligência Integrada, Danilo Fabiano Carvalho e Oliveira, diz que o sistema criado em Goiás permite coordenar de forma integrada o fluxo de informações advindas dos organismos de inteligência federais, estaduais e municipais, dando uma visão mais completa do contexto de segurança pública, possibilitando assim a correção dos rumos diante dos novos desafios ou o aprimoramento das diretrizes adotadas no combate à criminalidade, em especial a organizada.

O Estado de Goiás, que se tornou referência nacional na difusão do conhecimento em inteligência, criou em parceria com Universidade Estadual de Goiás, o primeiro curso Master Business Administration – MBA, em Inteligência, que capacitou centenas de profissionais de inteligência especialistas nas diversas e complexas áreas de pesquisa científica voltadas para o tema da criminalidade. Além deste, vários outros cursos de capacitação e aprimoramento na área de inteligência em segurança pública são oferecidos no segmento.

“Outra medida de grande importância adotada no Estado de Goiás foi a regulamentação da atividade de inteligência da Polícia Militar, que possibilitou o balizamento dos trabalhos da atividade de inteligência da instituição, fazendo dessa atividade um importantíssimo instrumento na busca de resultados efetivos no combate ao crime”, disse o superintendente Danilo Fabiano.

O trabalho de constatação de existência de facções, identificação de membros, mapeamento de áreas de atuação, aferição da real e potencial influência criminal dessas organizações, propiciam uma melhor análise e decisão por parte do Poder Judiciário e do Ministério Público no momento de apreciação dos casos criminais que envolvem essas facções.

Para o delegado Danilo “um setor de inteligência em segurança pública forte propicia, através de processo preditivo e antecipatório, a que o gestor adote alternativas para prever os cenários afetos à pasta e conduz à tomada de decisão baseada em apontamentos técnicos, racionais e realistas”.

Ainda para o delegado, “o estado desempenha de maneira muito eficaz seu papel no momento em que entende e investe nessa importante atividade e caminha a passos largos para um processo de amadurecimento, crescimento e aperfeiçoamento dos serviços de inteligência de segurança pública”, finaliza.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×