Goiás estima 21,9 milhões de toneladas nesta safra

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Goiás estima alcançar
21,9 milhões de toneladas
na safra de grãos

 A safra de grãos 2016/2017 dá um novo salto e pode chegar a 234,3 milhões de toneladas – aumento de 25,6% ou 47,7 milhões de toneladas frente as 186,6 milhões de toneladas da safra passada. A 9º estimativa, realizada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), foi divulgada nesta quinta-feira (8). Em Goiás, o crescimento foi de 25,2% na produção, alcançando 21,9 milhões de toneladas. Os destaques a nível nacional, vão para a soja e o milho que juntos representam um volume de 93% na
produção.
“O clima teve um comportamento muito favorável ao desenvolvimento das lavouras goianas neste ano, com as chuvas chegando cedo no início da safra e se estendendo até as fases principais de desenvolvimento do milho safrinha”, destaca o analista técnico da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg) e do  Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag), Cristiano Palavro.
Entre os produtos, a soja foi destaque como o maior produto agrícola do estado, com uma produção total de 10,8 milhões de toneladas – crescimento de 5,6% em relação à safra passada. A produtividade média chegou as 55 sacas por hectare, melhor resultado já obtido. “Este resultado foi fundamental no crescimento da produção, já que a área plantada com a oleaginosa teve decréscimo de 0,2% neste ano, com 3,2 milhões de hectares cultivados”, comenta Palavro.
Já no milho, tanto a safrinha como a safra de verão apresentaram resultados positivos. Na primeira safra o crescimento registrado foi de 9,2%, chegando aos 2,08 milhões de toneladas. Já na safrinha o crescimento foi significativo, com resultado 71% maior do que em 2016, quando a safra foi altamente afetada pela falta de chuvas. “A colheita da safrinha já iniciou no Sudoeste goiano, porém ainda em áreas pontuais plantadas sequencialmente nas primeiras colheitas da soja em janeiro e fevereiro”, explica o analista. A produção total esperada pela Conab na safrinha é de 7,71 milhões de toneladas.
Entre os demais produtos, destaque para o feijão com aumento de 5,9%, sorgo com 135%, algodão 19,6% e girassol com 54,3%.
Produção nacional
No que diz respeito à produção nacional, a Conab aponta um crescimento na área total plantada de grãos de 3,7% em relação à safra passada – chegando aos 60,4 milhões de hectares plantados em todo o país. A produtividade das lavouras – 21,1% – foi o grande fator gerador do elevado crescimento na produção, sendo muito influenciada pelas boas condições climáticas nas principais regiões produtoras e os elevados investimentos dos produtores rurais.
Entre os produtos, os destaques principais seguem com a soja e o milho, que juntos foram responsáveis por cerca de 88% do total produzido. Já o crescimento bruto esperado foi de 47,7 milhões de toneladas em relação à safra passada – os dois produtos respondem por 45,7 milhões (soja 18,4 milhões e milho 27,3 milhões).
A soja registrou neste ano um crescimento de 19,4% na produção, chegando aos 113,9 milhões de toneladas. Já o milho, a expectativa de colher 93,8 milhões de toneladas, crescerá 41% em relação à safra passada, com destaque para a segunda safra, que sozinha produzirá mais de 63 milhões de toneladas – crescimento de 55,8%.
Outras culturas importantes no cenário nacional também apresentam expectativas positivas de produção, como o caso do feijão com aumento de 34,9%, arroz de 14,4%, algodão com 15,4%, sorgo 80%, girassol 46,9% e amendoim com 12,5%.
Entre os principais estados produtores, Mato Grosso foi o primeiro com 58,5 milhões, Paraná em segundo com 41,6 milhões, Rio Grande do Sul em terceiro com 33,0 milhões, Goiás em quarto com 21,9 milhões, Mato Grosso do Sul em quinto com 18,1 milhões e Minas Gerais em sexto lugar com 14,3 milhões.

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×