Marketing de Proximidade e a tendência “Perto de Mim” para SEO

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

O comportamento de consumo é algo em constante modificação. O surgimento de novas tecnologias e o acesso rápido às informações estão transformando a forma como as pessoas determinam em quais locais irão gastar seu dinheiro.

Basta uma breve pesquisa no Google para perceber como a ferramenta de buscas se transforma em um verdadeiro portfólio de empresas, apontando quais são as mais bem avaliadas e aquelas que estão próximas de você, facilitando muito o processo de decisão que o consumidor passa no momento de escolher um estabelecimento comercial ou prestador de serviço.

Por falar em proximidade, a geolocalização é um dos grandes protagonistas de mudanças no marketing. O consumidor contemporâneo exige dinamismo, agilidade e quer resolver seus problemas de forma rápida e eficaz. Por isso, um novo critério é cada vez mais adotado na hora de escolher uma empresa, trata-se do termo perto de mim.

Google indicou que a quantidade de pesquisas envolvendo o termo “perto de mim” cresceu 75% em 2017, esse dado denota o porquê do crescimento vertiginoso do marketing de proximidade. Essa estratégia é focada no impacto de clientes, com foco nos locais físicos. Por mais que a internet se consolide como o grande marketplace dos dias atuais, muitas pessoas ainda preferem consumir de modo imediato, ou seja, fazer a compra e retirar seu produto no ato.

Para que sua empresa possa aproveitar o melhor dessa tendência do marketing de proximidade, separamos algumas informações para você aplicar novos conceitos e otimizar ainda mais os resultados.

Celular na mão é sinônimo de oportunidade

Vamos entrar no túnel do tempo e voltar para a época pré-mobilidade. Quem se lembra das icônicas páginas amarelas das listas telefônicas? Antes da popularização dos smartphones e tablets, quando um consumidor precisava encontrar uma loja ou empresa na cidade era necessário fazer uma pesquisa prévia, em casa.

Era preciso anotar o endereço e partir para a busca, algo pouco prático e que, em certos momentos, mais atrapalhava do que ajudava. Conforme os smartphones e as redes móveis foram se tornando uma realidade em nossa rotina, as pessoas passaram a buscar os locais enquanto estão em movimento. Por isso, as buscas contendo o termo “perto de mim” estão em vertiginosa ascensão.

Vamos fazer um pequeno cálculo. Segundo o IBGE (2016), 92,3% dos brasileiros utilizam seu celular como principal meio de conexão à internet. Isso significa que conectividade e mobilidade estão, cada vez mais, andando de mãos dadas. Os celulares agilizam a tomada de decisão das pessoas, e o fator proximidade agiliza ainda mais a jornada de compra, principalmente quando se trata do consumo de produtos alimentícios ou pequenos serviços.

Como aproveitar o crescimento do marketing de proximidade?

Por meio de tecnologias de geolocalização, é possível exibir anúncios e se comunicar com pessoas que estão na proximidades. Pense nisso como a evolução da famosa plaquinha de estamos abertos. A diferença é que, em vez de se limitar às pessoas que passam em frente ao estabelecimento, as estratégias de geolocalização permitem que seu negócio fique visível para pessoas em um determinado raio de distância. Isso amplia a visibilidade e influencia a decisão do consumidor, principalmente para quem tem pressa e quer resolver suas demandas de consumo em locais próximos.

Anúncios geolocalizados

A utilização de anúncios geolocalizados é uma das grandes armas para potencializar as visitas às lojas físicas. De acordo com a eMarketer, os anúncios para plataformas móveis que utilizam recursos de localização geram um aumento de 2,5x nas visitas às lojas físicas. Isso denota a tendência de busca por locais próximos na hora de consumir.

Para que a integração entre o mundo online e offline seja feita de maneira produtiva, é fundamental que a loja física mantenha os mesmos padrões de atendimento e comunicação com o cliente, fortalecendo a teoria do omnichannel, que aponta para a necessidade de padronizar as formas de relacionamento em todos os canais de consumo e atendimento, certificando uma experiência uniforme e adequada.

Aposte nos aplicativos de trânsito e mobilidade

Se estamos falando de movimento, é impossível não falar dos aplicativos de navegação, como Google Maps e Waze. Ambos possuem recursos para anúncios geolocalizados que podem complementar a estratégia de anúncios na rede de pesquisa do Google.

A possibilidade de apresentar seu negócio para uma pessoa que irá passar bem na frente é uma ótima forma de potencializar resultados. Você fornece a informação certa no tempo certo e aproveita o trânsito feito pelo consumidor para garantir a visita. Por serem ferramentas que usam dados em tempo real, é possível saber os melhores horários para exibição dos anúncios e a quantidade de pessoas que estão transitando pelas proximidades, tudo isso ajuda a potencializar os resultados e ampliar a visibilidade para os consumidores.

Explore a tecnologia Nearby do Google

Ciente da importância que a geolocalização está ganhando no mercado consumidor, o Google desenvolveu um algoritmo para otimizar a relação entre empresas e consumidores próximos. A tecnologia “Nearby” permite que as pessoas encontrem serviços e informações sobre os arredores num raio de 30 metros sem o uso de nenhum aplicativo. Basta o sistema operacional Android para efetuar algumas ações, como encontrar lojas, reservar uma mesa em um restaurante ou interagir com pessoas próximas. A tecnologia permite três tipos de interação:

  • Mensagens
  • Comunicação (aproxima usuários próximos)
  • Notificações (envio de alertas específicos e URLs)

Com esses recursos, as empresas podem realizar ações como:

  • Direcionamento de consumidores para conteúdos relacionados à negócios na proximidade
  • Auxílio para explorar os produtos e serviços
  • Envio de links de perfis em redes sociais
  • Iniciar uma interação com consumidores

Resumindo: além de facilitar para que os consumidores encontrem serviços e produtos em sua proximidade, a tecnologia permite que as empresas estabeleçam novas estratégias de comunicação, criando um laço com as pessoas e fortalecendo o conceito de marketing de aproximação e relacionamento.

O marketing de proximidade para a regionalização

Se observarmos bem, o físico e o digital estão em fase de forte integração. Quando falamos em estratégias omnichannel, abordamos exatamente isso: oferecer a mesma experiência ao cliente na loja física e no ambiente virtual, independente do canal de venda utilizado.

A pessoa pode querer pesquisar online por preços ou opiniões e ir até o ponto de venda para ter contato direto com o produto em questão antes de finalizar a compra. Ou, então, fazer o contrário.

A verdade é que as lojas físicas não tendem a desaparecer. Elas existem como complementos essenciais para o ambiente digital e fazem parte da estratégia de vendas como um todo. Portanto, não podem ser ignoradas e, sim, merecem destaque no planejamento comercial.

Consegue imaginar a importância do marketing de proximidade para negócios locais?

Uma das maneiras mais eficientes de trabalhar essa aproximação é fazer o casamento perfeito entre o online e o offline. Para fazê-lo, é imprescindível:

– abraçar a transformação digital e otimizar o atendimento, a apresentação e a presença da marca em dispositivos móveis;

– treinar e empoderar colaboradores para prestarem atendimento focado no cliente;

– trabalhar com a análise de dados para estreitar o relacionamento com o consumidor, prever possíveis problemas e antecipar soluções;

– observar as tendências locais e regionais para produzir conteúdos personalizados e suprir as necessidades de públicos específicos.

A Natura é um exemplo de marca que vem investindo na diversificação de canais para oferecer novos pontos de contato com o seu público. Depois de sofrer prejuízo de quase R$ 70 milhões em 2016, a empresa traçou novas estratégias e decidiu abraçar a ideia dos pontos de venda.Seguindo a direção contrária da maioria dos empreendimentos, que investem pesadamente no online, passou a dedicar parte de seus esforços estratégicos à abertura de lojas físicas. Começou há dois anos, com a inserção de produtos em farmácias. Ainda em 2016, inaugurou a primeira loja em São Paulo (SP).Em 2017, comprou a The Body Shop, marca britânica de cosméticos, por 1 bilhão de euros, cerca de R$ 4,4 bilhões. Hoje, são oito unidades internacionais e 19 em território brasileiro – 14 lojas em São Paulo e cinco no Rio de Janeiro.

A importância de otimizar o SEO local

Ao consultar um buscador online para efetuar pesquisas sobre restaurantes, farmácias, supermercados, cinemas e demais lugares públicos, logo percebemos que os primeiros resultados apresentados são regionais.

Em outras palavras, ao pesquisar por McDonald’s, por exemplo, é a unidade mais próxima de você que estará no topo da lista. Essa é a importância de trabalhar o SEO local que, em termos gerais, é a mesma coisa que um orgânico, porém considerando a localização geográfica como ponto-chave.

Uma pesquisa do Hubspot aponta que 78% das buscas locais feitas através de smartphones resultam em consumo offline. Ou seja, a grande maioria das pessoas querem saber o que existe em suas proximidades e, ao descobrir endereços próximos, se deslocam até os estabelecimentos para consumir produtos ou serviços. O site também revela que uma em cada três pesquisas via celular são feitas anteriormente à visitação ao ponto de venda.

Quer mais indicativos sobre a importância da otimização do SEO local? Quase metade de todas as buscas no Google, 46% do total, são locais. Ademais, 86% das pessoas confirma o endereço de um estabelecimento através do Google Maps.

O que queremos dizer aqui é que você precisa dar atenção ao SEO local do seu negócio se quiser conquistar mais clientes, converter mais vendas e firmar a sua presença na internet.

O guru do marketing digital, Neil Patel, dá algumas dicas sobre como figurar nos 3-packs do Google – os três primeiros resultados da pesquisa local apresentados pela ferramenta de busca.

Veja como:

01. Seu site importa

Otimizar o SEO do site como um todo e facilitar a comunicação do seu público-alvo com a sua marca são medidas essenciais para ser encontrado pelos buscadores de maneira mais eficaz.

Em suma, trabalhe o SEO, disponibilize todos os seus contatos comerciais, otimize o conteúdo para dispositivos móveis, adicione um mapa e depoimentos de clientes.

02. Seja visto

Depois de ter trabalhado no site e facilitado a comunicação, coloque a sua marca onde as pessoas estão. Ou seja, faça-se presente. Utilize as plataformas de avaliação como Google My Business, TripAdvisor e o próprio Facebook.

Crie canais nas redes sociais, mantenha a conta ativa, tire dúvidas, forneça respostas e poste com frequência. Dê atenção ao seu consumidor e esteja disponível para atendê-lo. Perceba quais são as expectativas e necessidades do seu público e crie um planejamento de postagens a partir do que esperam da sua marca.

03. Regionalizar

Já que estamos falando em SEO local, certifique-se de abordar temas de interesse que também sejam locais. Não generalize. Construa a audiência do seu conteúdo com links para páginas e blogs da região, faça parcerias e estreite o relacionamento com negócios que podem agregar valor à sua marca.

Se olharmos bem, a internet nada mais é do que um lugar diferente para trocar experiências e opiniões. É o boca-a-boca do passado, é um canal de comunicação que pode levar a sua empresa adiante ou acabar para sempre com ela.

Tenha em mente que o público tem força e, mais do que nunca, tem voz. Portanto, depois de otimizar o seu SEO local, certifique-se de que a sua equipe está preparada para atender aos seus consumidores de maneira personalizada, vendo cada um como único e com necessidades específicas.

A entrega de uma boa experiência ao cliente gera comentários positivos, indicações que podem trazer possíveis leads e citações que elevam o valor da marca.

O marketing de proximidade é algo cada vez mais presente e, consequentemente, consistente no mercado. Entretanto, ainda desponta como um diferencial competitivo para muitas marcas, tendo em vista que muitos de seus concorrentes ainda não adentraram neste universo.

Acompanhar as mudanças de comportamento de consumo é fundamental para construir novas oportunidades e alavancar resultados, portanto, lembre-se que estar “perto de mim” é ponto muito positivo e que deve ser explorado com estratégia pelas empresas.

 

Fonte: semrush.com

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

admin

Wallis Justino especialista em SEO Orgânico, Mídias Sociais e Marketing Digital desde de 2007.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×