Vacinação contra a Influenza tem cobertura de 74% em Goiás

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Vacinação contra a Influenza
tem cobertura de 74% em Goiás
ainda é um índice baixo

Campanha prossegue até 31 de maio para
imunizar pelo menos 90% das pessoas
que integram os grupos prioritários

A Campanha de Vacinação contra a Influenza, realizada em todo o Estado de Goiás desde o dia 10 de abril já vacinou 74,19% das pessoas que integram os grupos prioritários. Diante desse porcentual, ainda considerado baixo pelas autoridades de saúde, a gerente de Imunização e Rede de Frio da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), Clarice Carvalho, conclama a população considerada vulnerável a comparecer em um dos postos de saúde localizados em todos os municípios goianos para receber a dose que protege contra os vírus da Influenza (H1N1, H3N2 e B).

A campanha segue até o próximo dia 31. O Ministério da Saúde (MS) considera satisfatória a imunização de pelo menos 90% da população-alvo. Em Goiás, 1.830.408 pessoas integram os grupos elegíveis para a vacinação. Clarice Carvalho destaca que qualquer cidadão que integra um dos grupos e que ainda não recebeu a dose deve comparecer a um dos postos até o final da campanha.

Integram os grupos prioritários estabelecidos pelo MS crianças de 6 meses até 5 anos de idade, gestantes e puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, idosos, pessoas que apresentam comorbidades, professores, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. De acordo com os registros da SES-GO, apenas os indígenas e as puérperas superaram a meta estabelecida para a vacinação. Os demais grupos estão com coberturas abaixo de 90%.

Clarice Carvalho destaca que a Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É altamente transmissível e sujeita a se transformar em epidemias sazonais. “A vacina reduz as internações, complicações e mortes decorrentes das infecções pelo vírus da influenza”, acentua.

Cobertura Vacinal – Goiás*

Crianças – 74,09%
Gestantes – 78,79%
Trabalhadores da saúde – 73,81%
Puérperas – 93,51%
Indígenas – 170,23%
Idosos – 88,58%
Professores – 63,27%
Comorbidades – 56,24%
Policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas – 55,15%
População privada de liberdade – 41,53%
Funcionários do sistema prisional – 63,35%

TOTAL: 74,19%

*Dados preliminares em 23/05/2019, às 12h  – Foto: Erus Jhenner – Comunicação Setorial da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×
Denizar de Sá - CEO Denizar A Tribuna
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×