Carro por assinatura: conheça esta tendência

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Hoje em dia, o mercado automotivo nacional vê um grande aumento de compras de carros usados contra veículos novos. Existem muitos motivos para isso, alguns dos quais comentaremos a seguir. No entanto, uma outra tendência vem crescendo de forma significativa no país, a de carros por assinatura. O negócio conquista clientes em todos os cantos e, aos poucos, promete se tornar uma regra para qualquer tipo de motorista.

Uma das razões que faz com que os automóveis usados sejam mais comprados do que os novos é o preço. Os veículos 0km estão se tornando cada dia mais caros e, por isso, são menos atraentes para o consumidor nacional, que prefere os modelos mais econômicos e usados ou seminovos. É por isso que os carros por assinatura começam a se tornar mais interessantes e vantajosos para as empresas, incluindo o sistema lançado recentemente pela Chevrolet.

E aí, quer conhecer o sistema de carro por assinatura e entender como ele funciona? Então siga a leitura do artigo abaixo!

O que é o sistema de carro por assinatura?

Como o nome indica, um sistema de carro por assinatura é um novo modelo de negócios de automóveis em que o cliente não compra um veículo em si, mas paga um valor mensal de assinatura para poder usá-lo.

Funciona assim:

O cliente contrata o serviço de assinatura e paga um valor mensal para a empresa. Pense como se fosse uma prestação de financiamento. Com base nesse pagamento mensal, ele tem o direito de usar um dos carros do serviço ofertado pelo fornecedor.

Gastos básicos do automóvel, como lavagem ou gasolina, ficam a cargo do consumidor, claro. Já os gastos de manutenção ou revisão ficam a cargo da empresa que vende a assinatura, normalmente uma montadora ou empresa com uma larga rede de oficinas e concessionárias que façam esse tipo de serviço.

Quais as vantagens e desvantagens para o consumidor?

Existem muitos benefícios e algumas desvantagens para o consumidor optar por um sistema de carro por assinatura. Na prática, é importante pesar os prós e os contras antes de tomar a sua decisão se vai ou não contratar um serviço do tipo.

A seguir, listaremos algumas das vantagens do carro por assinatura:

  • Sem desvalorização: um dos principais custos de ter um carro é a desvalorização. Ele perde cerca de 30% do seu valor nos 3 primeiros anos, o que é um prejuízo significativo no longo prazo;
  • Sem custos burocráticos: além da desvalorização, outros custos que não são pagos pelo consumidor são os burocráticos, como emplacamento, licenciamento, seguro, IPVA, revisões e muito mais;
  • Carros sempre novos: os carros por assinatura são sempre novos, o que faz com que o motorista tenha sempre os modelos mais recentes e tecnológicos a sua disposição;
  • Acima da sua capacidade: como as parcelas da assinatura são mais acessíveis do que de um financiamento, o consumidor pode contar com carros acima da sua capacidade de compra. Por exemplo, fica muito mais fácil ter um SUV de luxo do que antes;
  • Mais possibilidades financeiras: em vez de investir, digamos, R$ 90.000,00 em um automóvel, que se desvalorizará com o tempo, o consumidor tem a possibilidade de juntar esse dinheiro e aplicar em um título financeiro que rende mais e aumenta seu patrimônio.

No entanto, também existem algumas desvantagens nesse sistema. São as seguintes:

  • O carro não é seu: no fim das contas, se você não pagar mais a assinatura, não terá mais carro. Em caso de desemprego, por exemplo, não terá a possibilidade de vender o automóvel para levantar um valor com ele;
  • Pagamento de franquia: caso o carro sofra um sinistro, quem arca com o valor integral da franquia do seguro é o motorista, não a empresa que é dona do carro;
  • Quilometragem calculada: o contrato por assinatura autoriza o uso do automóvel dentro de uma quilometragem específica e limitada por mês. Acima disso, o motorista deve pagar por quilômetro rodado, o que pode ser bem caro;
  • Custo maior no longo prazo: a partir de 4 anos, o carro por assinatura fica mais caro do que a compra à vista. Claro, não se considera a desvalorização no cálculo, mas é um ponto a se levar em consideração.

Vale a pena assinar um sistema do tipo?

Depende de cada caso. Para algumas pessoas, sim, o modelo de carro por assinatura é muito vantajoso. Dá para ter um bom automóvel em casa a um custo menor do que caso se comprasse o veículo. Se você tiver o dinheiro e aplicá-lo em um CDB ou Tesouro Direto, por exemplo, pode até “pagar” a mensalidade com os ganhos financeiros.

No entanto, para quem quer ter um carro próprio, é motorista de aplicativo ou anda muito com o automóvel, não vale a pena ter o sistema.

Agora que você já sabe da possibilidade de ter um carro por assinatura, pode decidir se vale ou não a pena contratar um serviço do tipo e usá-lo ao seu dispor ao invés de comprar um veículo novo ou seminovo. Pese bem os prós e contras dessa estratégia e, se achar que ela é vantajosa para você, procure pelo melhor serviço dentre todas as opções disponíveis no mercado.

Gostou do conteúdo? Então deixe um comentário abaixo com a sua opinião sobre o assunto!

 

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×