NOTA DE ESCLARECIMENTO da UniRV sobre o PLC 175/2019

NOTA DE ESCLARECIMENTO
da UniRV sobre o PLC 175/2019


Rio Verde, 21 de novembro de 2019.

“Projeto de Lei Complementar nº 175/2019”

Em respeito aos servidores docentes, técnico-administrativo e discentes da
Universidade de Rio Verde e a toda sociedade rio-verdense, a Universidade de Rio Verde informa
que desconhecia até a data de ontem o conteúdo do Projeto de Lei Complementar nº 175/2019, não
tendo sido comunicada ou consultada acerca de sua elaboração.

A FESURV – Universidade de Rio Verde manifesta absoluta desaprovação ao
referido projeto por tratar-se de um projeto explicitamente inconstitucional, que afeta
profundamente a autonomia financeira e administrativa prevista no artigo 207 da Constituição
Federal, o art. 161 da Constituição do Estado de Goiás, bem como o artigo 53 da LDB, o Estatuto
da Universidade de Rio Verde e o seu Regimento Geral.

A FESURV- Universidade de Rio Verde acredita que o projeto de lei constitui um
verdadeiro retrocesso ao criar o cargo de Presidente, a ser nomeado por livre escolha do Prefeito,
suprimindo o processo democrático de escolha dos dirigentes pelo voto dos docentes, servidores
técnico-administrativos e acadêmicos, haja vista que desde 1993, o Presidente da FESURV é eleito
pela comunidade universitária, respeitando o processo democrático. Antes desta conquista, quando
o Presidente era indicado pelo Poder Executivo, vivíamos um período de penúria e dificuldades,
com sucessivos atrasos no pagamento dos vencimentos.

A instituição de um presidente com competências administrativas e financeiras
retorna à universidade a fins eminentemente políticos, da qual, está afastada há mais de 25 anos.

É importante esclarecer que a Universidade de Rio Verde tem passado incólume pela
crise financeira que assola o país e, nos últimos 10 anos, teve um crescimento na receita da
Universidade Rio Verde de 479,29%, ou seja, uma média de 47, 92% ao ano de aumento da
arrecadação. E, ao longo desses últimos nove anos, tem protagonizado corajosa gestão de suas
receitas e despesas, promovendo sustentabilidade financeira aliada a uma gestão focada em
projetos, competências, valorização dos servidores e formação humanística, apresentando-se como
uma das protagonistas entre as Universidades do Estado de Goiás.

A Universidade de Rio Verde tem orgulho do caminho que tem percorrido no interior
do Estado Goiás possuindo, atualmente, o Corpo Docente mais qualificado do Sistema Estadual de
Ensino, com quase 2/3 dos docentes da Universidade com a mais alta qualificação, entre pósdoutores,
doutores e mestres. E ainda tem promovido diversas ações sociais, que possibilitam
atendimento especializado e gratuito há milhares de pessoas, promovendo um alto impacto no
interior do Estado de Goiás com assistência médica, odontológica, jurídica e a saúde.

Através de uma administração financeira responsável e transparente a Universidade
realizou a sua expansão no interior do Estado de Goiás, com a implantação dos Campus Caiapônia,
Formosa, Goianésia e Aparecida de Goiânia, bem como a melhoria da estrutura física, com a
Construção de um Centro de Convenções, reforma de prédios e a construção do Faculdade de
Medicina no Campus Goianésia.

Portanto, a aprovação do Projeto de Lei nº. 175/2019 representa risco às conquistas
alcançadas, tornando incerto o futuro da Universidade de Rio Verde.

UniRV – Universidade de Rio Verde

Denizar de Sá - CEO Denizar A Tribuna