Lissauer questiona serviço da Enel e cobra implantação de centrais de atendimento na região Sudoeste

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Lissauer questiona serviço da Enel e
cobra implantação de centrais de
atendimento na região Sudoeste

Promovida pela Câmara Municipal de Jataí e viabilizada pelo presidente da Alego, audiência pública discutiu as dificuldades e problemas relacionados à distribuição de energia elétrica em toda a região sudoeste
Preocupado com a realidade do fornecimento de energia elétrica em todo estado, sobretudo no Sudoeste goiano, o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), deputado Lissauer Vieira (PSB), participou de uma audiência pública promovida pela Câmara Municipal de Jataí para discutir recorrentes problemas enfrentados pelos consumidores junto à empresa Enel, responsável pelo fornecimento de energia no estado. O debate foi viabilizado pelo deputado, que reuniu presidente e diretores da companhia, prefeitos, vereadores e produtores rurais da região para discutir soluções para os recorrentes problemas enfrentados pela população, principalmente a comunidade da zona rural que, segundo ele, vem contabilizando “incontáveis prejuízos”.
“Nós estamos aqui para dialogar e buscar soluções junto à Enel para esse grave problema que todos nós estamos enfrentando. Sabemos da importância da região Sudoeste para o desenvolvimento econômico do estado e, devido às constantes falhas no abastecimento de energia, toda a população dessa região e, principalmente, os nossos produtores rurais vêm contabilizando incontáveis prejuízos. Essas pessoas trabalham, produzem, pagam seus impostos e merecem, sem dúvidas, um serviço de qualidade. Por isso, precisamos de uma resposta rápida e concreta para a nossa população”, destacou Lissauer.
Ainda durante a sua fala, na abertura da audiência, o chefe do Poder Legislativo também salientou a urgente necessidade de melhorias nos canais de atendimento da empresa que, de acordo com ele, têm deixado os contribuintes “desamparados quando mais precisam”. Para Lissauer, não se sabe, inclusive, qual é a real localização do call center da companhia, se está localizada em Goiás ou, até mesmo, em outro estado. Segundo ele, o ideal seria a implantação de centrais da Enel nos municípios goianos, com gerência técnica e profissionais capacitados para atender a população.
“Esse call center da Enel não sabemos nem mesmo onde fica, se é aqui em Goiás ou em outro estado, se fica no Brasil ou até mesmo fora dele. Muitas vezes falamos com pessoas que não conhecem a nossa realidade, que deixam os contribuintes desamparados quando mais precisam. Não custa nada ter um escritório ou um central nos municípios, com pessoas preparadas, que a gente possa ter contato físico e que conheçam, de fato, a realidade da nossa região. Precisamos de uma solução para essa situação”, frisou Lissauer.
Por sua vez, a presidente da Câmara Municipal de Jataí, professora Marina Silveira, ressaltou a importância do encontro viabilizado pelo presidente da Alego e também cobrou, junto aos representantes da companhia, ações voltadas para a melhoria na prestação dos serviços. “O deputado Lissauer foi o nosso embaixador na mobilização desse encontro tão importante e queremos aqui cobrar soluções para as dificuldades enfrentadas pela população de Jataí e por toda a região, especialmente na zona rural, onde as pessoas têm ficado até mesmo oito dias sem energia”, pontuou.
Insatisfeito com o serviço prestado pela companhia, o prefeito de Serranópolis, Tárcio Dutra, também manifestou a sua indignação com a falta de agilidade da empresa na solução de problemas técnicos. “Acho que está faltando um pouco mais gerência por parte da companhia, porque nós tivemos na semana passada, por exemplo, o caso de um poste que caiu bem próximo da cidade e ficou cinco dias quebrado. Com isso, cerca de 130 propriedades rurais ficaram sem energia elétrica por conta desse problema. Não tem condição as pessoas ficarem sem energia elétrica uma semana por causa de um único poste caído que poderia ter sido trocado em apenas um dia”, relatou o prefeito.
Posicionamento da Enel
Após receber as diversas reclamações dos gestores, produtores rurais e da população em geral com relação à prestação de serviços, o diretor de Infraestrutura e Redes da Enel, José Luis Salas, apresentou as ações que vêm sendo executadas em todo o estado, além dos constantes investimentos, que segundo ele, estão sendo realizados nas redes de transmissão de Goiás. De acordo com Salas, entre as principais medidas que serão feitas a curto prazo para a melhoria no abastecimento de energia na região está o aprimoramento no plano de manutenção e a ampliação do efetivo técnico.
“Nós entendemos a realidade de todos vocês e estamos trabalhando para solucionar todas essas questões pontuais. Em curto prazo, nós teremos duas ações voltadas para o aprimoramento do plano de manutenção, que já iniciou no final de semana e que conta com mais de 40 efetivos. Adicionalmente a isso estamos com 88 equipes trabalhando na contingência e a ideia é chegar a 100 equipes somente no centro de distribuição de Jataí. Com isso, queremos melhorar o tempo de atendimento em situações de queda de energia”, explicou.

Também participaram da audiência pública o deputado estadual, Zé Carapô (DC); o  vice-prefeito de Jataí, Geneilton de Assis; o presidente da Enel Goiás, José Nunes de Almeida; o diretor de Mercado da Enel, Nelson Assumpção; o diretor de Relações Institucionais, Humberto Eustáquio; o presidente do Sindicato Rural de Jataí,  Vitor Geraldo Gaiardo; os prefeitos de Perolândia (Grete Elisa), Chapadão do Céu (Eduardo Peixoto), Serranópolis (Tárcio Dutra), Itajá (Renis César); vice-prefeito de Santa Rita do Araguaia (Juraci Manga); além de vereadores de Jataí e Lagoa Santa; produtores rurais da região Sudoeste e demais autoridades políticas e civis. (Fotos: Ruber Couto)

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta