Sicredi destina R$ 6.9 bilhões em créditos ao Plano Safra fomenta agronegócio goiano

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Plano Safra fomenta
agronegócio goiano

Nesse início de 2021, Sicredi destina R$ 6,9 bilhões em
créditos ao Plano Safra, parte do montante fica em Goiás

Visualização da imagem

Em Goiás, somente no mês de fevereiro, o agronegócio foi responsável por 59,28% das exportações totais no Estado, segundo dados do Comex Stat, do Ministério da Economia. O bom momento, somado à alta demanda de consumo interno, são também estímulos para que os produtores invistam ainda mais em suas lavouras nesse início de 2021. Seguindo a tendência de crescimento, visando fomentar o setor e mantê-lo forte, o Sicredi vai destinar R$ 6,9 bilhões em créditos para o pré-custeio da Safra 2021/22. O pré-custeio já está disponível para associados que pretendem antecipar a compra de insumos para suas lavouras, garantindo sustentabilidade aos negócios.

O Sicredi é uma das instituições financeiras com maior representatividade no agronegócio, sendo a segunda instituição financeira que mais liberou crédito rural no ciclo de Plano Safra 2019/2020, com mais de R$ 20 bilhões concedidos. A instituição atende grandes, médios e pequenos produtores, como aqueles ligados à agricultura familiar.

Visualização da imagem
Celso Figueira presidente da Central Sicredi Brasil Central

Para o presidente da Central Sicredi Brasil Central, o pré-custeio do Plano Safra traz uma série de vantagens competitivas ao produtor, oferecendo linhas crédito que permitem adquirir de forma antecipada os insumos necessários à formação de lavouras. São condições acessíveis de contratação e pagamento, melhorando a margem financeira e rentabilidade do produtor. “Com o montante em mãos, a negociação com os fornecedores é melhor, fazendo com que ele compre insumos com melhores preços e descontos”, explica.

E mesmo sendo um recurso para produtores rurais já estabelecidos, o Sicredi colabora para definir a melhor forma de se investir o capital. “Temos em nossas agências, profissionais especializados no agro que fazem a orientação financeira para todos os projetos apresentados pelos associados. Eles fazem desde a visita na propriedade para conhecer o empreendimento até a orientação de quais serão as melhores linhas para o projeto do associado”, ressalta.

Para buscar pelo crédito do Plano Safra, o produtor rural poderá procurar a agência mais próxima do Sicredi munido da sua documentação (CPF/RG/Comprovante de Endereço) e também o seu projeto de custeio ou investimento. “Desse modo será analisada a viabilidade do projeto e qual fonte de recurso melhor se encaixa”, explica.

Apoio ao Agro

Até dezembro de 2020, o Sicredi disponibilizou para o Plano Safra 2020/2021 R$ 15,3 bilhões em crédito rural, totalizando 136.488 operações. O valor representa aumento de 23% em relação ao ano-safra anterior. Do montante, R$ 9,9 bilhões (65%) foram destinados ao custeio, R$ 4,6 bilhões (30%) para investimentos (incluindo investimentos com recursos de BNDES), e R$ 758,6,2 milhões (5%) para comercialização e industrialização.

Já por programa, a instituição financeira cooperativa destinou R$ 3,9 bilhões via Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), R$ 3,1 bilhões via Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural) e R$ 8,3 bilhões para produtores de maior porte ou programas de investimento (como Agricultura de Baixo Carbono, Inovagro, Moderagro, entre outros).

Referente ao Plano Safra, a expectativa é encerrar 2021 com R$ 22,9 bilhões disponibilizados em crédito rural, alta de 12% em relação ao ciclo anterior (2019/2020), em mais de 221 mil operações, sendo R$ 17,5 bilhões para operações de custeio, comercialização e industrialização e R$ 5,4 bilhões para operações de investimento que viabilizam o financiamento de benfeitorias, máquinas e equipamentos e novas tecnologias.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×