Como funciona o Cartão de Todos?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

E aí, tudo bem? Hoje estamos aqui, por meio deste artigo, para te explicar como funciona o Cartão de Todos. Você já ouviu falar? Se ainda não conhece, continue a leitura desse artigo que a seguir explicaremos direitinho o que é o Cartão de Todos e como funciona.

Além disso, caso seja novo aqui no site, seja bem-vindo. você também pode aproveitar e dar uma olhada nos nossos outros conteúdos sobre os mais variados assuntos do setor financeiro. Segue a gente lá e fique bem informado. E agora, vamos a explicação do que é o Cartão de Todos, e como você pode usá-lo.

Cartão de Todos: como funciona?

Para começar, irei te explicar qual para que serve o Cartão de Todos e como foi que ele surgiu aqui no Brasil. Pois bem, o Cartão de Todos é um tipo de serviço que oferece diversos descontos e parcerias para que você faça compras. Ah, tenho que te dizer que ele também é aceito para compras no setor de saúde. Assim, ele se torna uma ótima alternativa aos convênios médicos e planos de saúde.

O Cartão de Todos, como já dissemos, funciona como um cartão de descontos, mediado entre os usuários e as empresas que oferecem os serviços. Através dele, então, é possível obter uma redução de preço bem bacana, diversos tipos de produtos. Ah, e o principal, o titular do Cartão de Todos consegue adquirir serviços de saúde para ele e seus dependentes, também a preços mais baratos.

Para ter tudo isso, então, basta que contrate os serviços do Cartão de Todos, e sempre que precisar, você pode apresentar seu cartão nas redes parceiras ou filiadas do programa e obter os seus descontos, por exemplo, com a compra de medicamentos ou pagamento de despesas com consultas médicas. 

Como surgiu a ideia para o Cartão de Todos?

Antes de prosseguirmos com a explicação de como funciona o Cartão de Todos, falaremos um pouco sobre como surgiu a ideia.

A ideia inicial do Cartão de Todos surgiu com a iniciativa de Altair Vilar, inspirado por um tipo de serviço que existia na Alemanha. Em 2001, ele criou a primeira Clínica de Todos, em MG. A intenção de Altair Vilar foi criar um serviço de saúde com preços populares, que servisse para as pessoas mais carentes financeiramente. Bela iniciativa, não é? Após sua popularização, e atingir outras cidades fora de Minas Gerais, em 2008, o serviço mudou de nome e passou a ser conhecido como Cartão de Todos, que é o nome que a gente conhece até hoje. Foi a partir desse mesmo ano que começaram as parcerias externas com outras empresas do ramo da saúde. Desse modo, o serviço passou a ser oferecido fora dos consultórios do Cartão de Todos também.

Cartão de Todos: quanto custa e até quanto posso economizar?

Mas, como já adiantamos, há outros tipos de serviços que têm a cobertura do Cartão de Todos também. Por exemplo, é possível conseguir descontos em produtos e serviços ligados à educação e lazer também.

Agora falaremos sobre os valores do contrato e quais os tipos de desconto que esse cartão oferece. Assim, fica mais fácil para você avaliar o custo-benefício de adquirir esse serviço para você e toda a sua família. Pois bem, já sabemos que o serviço surgiu para atender as necessidades de famílias mais pobres, em relação a serviços de saúde, através da contratação do cartão por um preço bem acessível. Desse modo, a taxa de adesão para contratar e o Cartão de Todos custa R$27,50 para a pessoa que será o titular do serviço. Além disso, a partir de R$10 por pessoa, é possível incluir os dependentes que também usarão do serviço. Depois disso, é só pagar as mensalidades, que custa. O valor de R$27,50, e começar a aproveitar os descontos nos serviços de saúde, educação e lazer. Os descontos para comprar medicamentos podem chegar a até 35%, enquanto que descontos nos demais serviços oferecidos pelos parceiros do Cartão de Todos chegam a 75%.

Espero que tenha gostado de conhecer sobre esse serviço através do nosso texto. Enfim espero que tenha gostado do nosso conteúdo sobre o Cartão de Todos. Não deixe de seguir nosso site para ter acesso a mais conteúdos. Um abraço, nos vemos em breve.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Jornal A Tribuna

Deixe uma resposta