Em Rio Verde, governador reinaugura Cepi Cunha Bastos e autoriza reforma de outras unidades educacionais

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

O governador Ronaldo Caiado
reinaugura Cepi Cunha Bastos e
autoriza reforma de outras
unidades educacionais

Depois de 12 anos de espera, o governador Ronaldo Caiado reinaugurou e entregou à comunidade escolar, nesta segunda-feira (31/08), em Rio Verde, o Centro de Ensino em Período Integral (Cepi) Cunha Bastos totalmente reformado. Os recursos que viabilizaram a obra, mais de R$ 1 milhão, são do Tesouro Estadual. Na oportunidade, ele assinou ordens de serviços para o início de mais benfeitorias em outros dois colégios, além da Coordenação Regional de Educação (CRE) que fica no município, no valor de R$ 523 mil.

“A população de Goiás foi, durante muito tempo, iludida com promessas de obras e o que temos, hoje, são centenas delas inacabadas. É dinheiro do povo”, recordou o governador. Ele explicou que, em sua gestão, o objetivo é entregar os benefícios à população e recuperar a credibilidade também da política no Estado. “Tudo aquilo que vamos fazer é com transparência e responsabilidade”, assegurou citando a entrega desta segunda-feira: “Transformamos essa obra, parada há 12 anos, em realidade, em apenas oito meses”.

Desde o início da gestão, em janeiro de 2019, já foram investidos cerca de R$ 16 milhões no sistema de ensino, apenas em Rio Verde. “Estamos aqui para alavancar o que eu mais acredito como sendo um fator que revoluciona, modifica e dignifica as pessoas, que é a educação. Isso também abre a possibilidade de nossas crianças concorrerem neste mundo tão competitivo”, afirmou, em discurso, o governador. “Nós buscamos o que for necessário para a escola ser de tempo integral. E não é faz de conta, temos um currículo para qualificar os estudantes”, completou.

A gratidão e o carinho de pais, alunos e professores já puderam ser sentidos pelo governador ainda no aeroporto da cidade. Crianças e jovens foram recepcionar Caiado com faixas de agradecimento pela retomada da obra, que ficou por mais de uma década paralisada pelo governo anterior. “Estamos muito emocionados. São 12 anos de espera, de luta, aflições e abandono. Até o momento que um homem assume o Governo de Goiás, e esse homem se preocupa até com os vasos de flores dentro do banheiro para que o ambiente seja bom para os nossos alunos”, disse a coordenadora regional, Karen Proto.

Com a reabertura do Cepi, mais de 200 alunos, entre o 6º e o 9º ano do Ensino Fundamental, serão beneficiados. A titular da Secretaria Estadual da Educação (Seduc), Fátima Gavioli, que acompanhou o governador na agenda, também frisou a importância da iniciativa. “Essa escola é ‘padrão Caiado’, onde todos os detalhes e qualidade são observados, desde a cozinha, o banheiro, até a grama, que tem que ser esmeralda”, observou Gavioli.

A secretária acrescentou que o Governo de Goiás oferece aos goianos o máximo de qualidade no ensino-aprendizagem, com a garantia de excelente corpo administrativo e docente, além de infraestrutura adequada. “Temos aqui [em Goiás] os melhores servidores da Educação do País. Essa semana mesmo, o Tribunal de Contas da União (TCU) elogiou o trabalho que vem sendo desenvolvido em Goiás em apenas um ano”, ressaltou.

“O senhor entregou um sonho, devolveu a Rio Verde um pouquinho da sua história, está proporcionando a meus filhos e a 200 alunos, um ensino digno e de qualidade”, resumiu Taís Rodrigues, mãe do aluno Gustavo e que falou em nome da comunidade durante a abertura do Cepi Cunha Bastos.

Representantes da Assembleia Legislativa na reabertura do Cepi, o presidente da Casa, Lissauer Vieira, e o deputado Chico KGL, enfatizaram o dia histórico vivido pela população de Rio Verde nesta segunda-feira. “Hoje se prova, mais uma vez, que quando o governo usa o recurso público para o bem da população, os resultados acontecem”, disse Lissauer.  “Vemos o retorno ao contribuinte em forma de benfeitoria. É uma escola de qualidade, por isso, deixo meu agradecimento especial ao governador”, assinalou KGL.

Em relação às ordens de serviço assinadas durante o evento em Rio Verde, R$ 180 mil serão destinados ao projeto de reforma e ampliação do Colégio Estadual Frederico Jayme; R$ 231 mil têm como endereço o Colégio Estadual Alvino Pereira Rocha e R$ 112 mil possibilitarão a construção da sede da regional de Educação no município.

Retomada das obras

A inauguração da unidade em Rio Verde é uma antiga demanda da população local, que se viu obrigada a acompanhar o abandono das obras, pela gestão estadual passada, por 12 anos. Iniciada em 2008, a construção precisou ser demolida pouco tempo depois, porque apresentou problemas estruturais graves: erros de projeto se somaram a tijolos quebrados e falta de areia.

Em dezembro do ano passado, Caiado quitou a dívida deixada pela administração anterior, no valor de mais de R$ 350 mil, e negociou a retomada do serviço. Mais R$ 670 mil foram aplicados pelo Governo de Goiás para concluir o empreendimento, totalizando mais de R$ 1 milhão investidos.

O novo prédio do Cepi Cunha Bastos conta com área total de 1,5 milhão metros quadrados, e com 787 metros quadrados de espaço construído. A unidade está equipada com mobiliário, carteiras, mesas, armários, internet e todos os materiais necessários para seu funcionamento.

O projeto arquitetônico traçado inclui cinco salas de aula, bloco administrativo – onde estão a coordenação e as salas multiuso e de professores, direção, secretaria, banheiros, almoxarifado, cozinha com despensa, depósito de material para limpeza, área de serviço, biblioteca, espaço para o recreio e laboratório de informática.

Em razão da pandemia do novo coronavírus, a unidade continua com o funcionamento por meio de aulas virtuais.

História

A escola, que funcionou nos primórdios como uma associação de pais, foi fundada em 1948 pelo ex-deputado federal César da Cunha Bastos, falecido em 1992. Diretora da unidade, Rizzia Fernandes diz que o intuito do “doutor Cunha Bastos” era auxiliar as famílias que viviam na zona rural de Rio Verde. “Posteriormente, ele doou o terreno onde funcionava a associação para o Estado, que instituiu a escola pública”.

De lá pra cá, a história da unidade foi cheia de desafios, incluindo o abandono governamental. “As gestões passadas, antes do governador Ronaldo Caiado, deixaram a escola quase acabar”, destaca a gestora Rizzia Fernandes.

Só neste ano, o Governo de Goiás investiu R$ 85 milhões para reformas médias e ampliações, atendendo a mais de 221 unidades, por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PPDE). Já o Programa Reformar possibilitou obras de pintura e reparos em 909 escolas, com investimentos de R$ 27 milhões. Foram liberados, ainda, R$ 15,7 milhões do Proescola para que as unidades realizassem pequenos reparos necessários à estrutura já existente.

Também marcaram presença no evento o presidente do Departamento Estadual de Trânsito Goiás (Detran-GP), Marcos Roberto Silva; o chefe de Gabinete Luiz Carlos Pasquim, representando o prefeito Paulo do Vale; os superintendentes da Seduc Rita de Cássia, Pedro Aurélio e Rodolfo Afonso; além de representantes das polícias Civil e Militar, e de gerentes, gestores, coordenadores, professores, servidores e alunos da rede estadual. (Fotos: Octacilio Queiroz / Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás)

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Denizar de Sá - CEO Denizar A Tribuna
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×