Nota de Agravo do Verdão

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

NOTA DE AGRAVO

Endereçada à Radio Líder FM – 95,3 MHZ, Rio Verde – Goiás.
Programa Líder Esportes.

Amantes do Esporte Clube Rio Verde, torcedores em geral, a “Comissão Novo Verdão Rumo à Elite”, vem de público externar repúdio, como segue:
Mesmo após séculos e muito avanço na tecnologia o rádio ainda é o meio de comunicação mais ouvido e muito acessado, ainda é o meio de comunicação importante na nossa atual e futura sociedade.
Nos programas jornalísticos os ouvintes querem ouvir os fatos e os acontecimentos que são constantes, a qualquer hora e a qualquer momento, ninguém pode dirigir assistindo, mais pode dirigir ouvindo o som do seu carro, onde as noticias chegam mais rápido e na hora, em poucos segundos.
O rádio tem a sua ideia e a sua característica, claro que o profissional mais antenado e atualizado estará sempre em evidencia, o rádio é cultura e atualização a todo o momento.

O radio como meio de comunicação tem uma importância fundamental na vida do cidadão e da comunidade a que pertence.

Espera-se que a imparcialidade reine na grade de programação das emissoras de rádio. É de primordial importância que radialistas não se envolvam nos acontecimentos que descreve.

O conceito de imparcialidade surgiu no século XVII e foi estendendo aos dias atuais, através do liberalismo. (Deriva da palavra liberal + ismo e tem como sinonímia conjunto de idéias e doutrinas que visam a assegurar a liberdade individual no campo da política, da moral, da religião, do esporte, etc., dentro da sociedade, podendo ser a qualidade de liberal e liberalidade).

E esporte é uma paixão nacional, ou seja, na cultura brasileira, é o futebol o esporte que ficou mais popular e intimo no nosso dia a dia, assim como o esporte que se tornou comum a qualquer classe social. Muitas pessoas tem o futebol como algo muito maior do que um jogo, um esporte, para elas seu time do coração preenche um grande espaço emocional suprindo diversas carências afetivas e psicológica.

E sobre o radialista, especialmente porque dirige seus comentários ao grande público, a ética deve fomentar os bons princípios, a interação com o público-alvo, o respeito mútuo, principalmente no campo das ideias, fazendo com que as sementes do bom trigo plantadas sejam regadas com dedicação.

Lamentável que em nossa cidade esteja acontecendo jornalismo parcial, sobre o tema “Renovação da atual diretoria do ECRV”, onde jornalista esportivo tem insistido em se posicionar na defesa de quem atualmente administra a instituição ECRV.

Nestes termos, deveria então “referido jornalista” assumir a posição daquele que defende, e no caso concreto, administração do ECRV, deveria ao menos fazer a prestação de contas aos desportista e torcedores em geral de nossa cidade, ao invés de induzir ouvintes que a posição do presidente é posição intocável.

Em resposta a pergunta “como tirar o homem?”, pergunta feita pelo ancora daquele programa esportivo no dia 03/05/2018, respondemos que nos informe então, “como manter o homem?”, perante a atual conjuntura de desmando.

E com referencia as imagens que circulam no meio social, sobre as quais o mesmo ancora disse em mesmo programa e dia, que não valem nada, podemos assegurar que trata-se de pessoas que amam o esporte em rio verde, “e quando diz que elas não dizem nada”, na verdade elas dizem muito, dizem que pessoas honradas, que trabalham, geram riquezas e muitos empregos em nossa cidade, cansados de tanto descaso com o esporte resolvem dar um basta e lançam uma ideia, qual seja: de uma administração transparente a altura que a sociedade e o torcedor desta cidade merece, tentando com isso elevar o nome de nossa cidade em todos os rincões de nosso pais.

Pedimos aquele/s que insiste/m por intermédio de referida emissora, defender a atual administração do ECRV, que o faça na forma de prestação de contas e que cumpra/m com as obrigações mínimas quais sejam: (pagamento de alimentação, salários, hospedagens e tratamento médico dos auxiliares e funcionários “atletas”).

Ressalta-se, o futebol é considerado uma manifestação cultural, que no Brasil se deu de uma forma mais abrangente e que conseguiu transformar esse esporte em uma característica do povo brasileiro, e como tal assume contornos de atividade de interesse público.

O futebol é um esporte coletivo, multidisciplinar, socializante por excelência, serve para o desenvolvimento do caráter e da personalidade das pessoas que praticam essa arte.

O futebol no Brasil é mais que um esporte, é um estilo de vida, uma forma de interagir.

Esta nota tem o patrocínio e leva assinaturas de simpatizantes e membros da “Comissão Novo Verdão Rumo à Elite”.

“NOSSA LUTA ESTÁ APENAS COMEÇANDO”

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×