Prefeito Edmar Neto publica novo Decreto em Acreúna

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Comércio de Acreúna fechará
na próxima segunda-feira dia 6

O prefeito Edmar Neto publicará novo decreto com medidas para tentar aumentar índice de isolamento social. O documento recomenda o fechamento de atividades não essenciais.
O modelo segue da proposta do Governador, mais alinhado com os decretos dos prefeitos da região, mais preciso com de Santa Helena de Goías, alternada, sendo 14 dias de fechamento restritivo, seguidos por 14 dias de funcionamento.
A justificativa para adotar tal é medida é a elevação de casos de contaminação e uma redução na quantidade disponível de leitos clínicos e de UTI em todo o território e o grande números de contaminados.
O prefeito Edmar Neto , informou que amanhã estará na radio Liberdade FM ás 7hs ás 8hs, onde estará tirando todas as dúvidas da população e que o decreto onde limita comércio aberto , valerá a partir de do dia 06/06, quanto às atividades consideradas essenciais: há orientação para que estabelecimentos não funcionem. No entanto, vale ressaltar que, em vários casos, a palavra final é do prefeito.
Com a quarentena intermitente, a estimativa é de que os óbitos por Covid-19 em Goiás sejam reduzidos em 61,5% até o mês de setembro.
Veja quais são as atividades essenciais que não estão no revezamento, seguindo orientação do Governador.
✅ Farmácias, clínicas de vacinação, laboratórios de análises clínicas e estabelecimentos de saúde;
✅ Cemitérios e serviços funerários;
✅ Distribuidores e revendedores de gás, bem como supermercados e congêneres.
✅ Postos de combustíveis;
✅ Hospitais e clínicas veterinárias, incluindo casas que vendem insumos aos animais de estimação, bem como estabelecimentos comerciais que atuem na venda de produtos agropecuários;
✅ Agências bancárias e casas lotéricas;
✅ Produtores e/ou fornecedores de bens ou de serviços essenciais à saúde, à higiene e à alimentação;
✅ Serviços de call center restritos às áreas de segurança, alimentação, saúde e de utilidade pública;
✅ Atividades econômicas de informação e comunicação;
✅ Segurança privada;
✅ Empresas de transporte coletivo e privado, incluindo as empresas de aplicativos e transportadoras;
✅ Empresas de saneamento, energia elétrica e telecomunicações;
✅ Hotéis e correlatos, desde que para abrigar aqueles que estejam atuando na prestação de serviços públicos ou privados considerados essenciais ou para fins de tratamento de saúde, devendo ser respeitado o limite de 65% da capacidade de acomodação;
✅ Assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade;
✅ Obras da construção civil de infraestrutura do poder público, de interesse social, penitenciárias e unidades do sistema socioeducativo, bem como as relacionadas a energia elétrica e saneamento básico e as hospitalares, além dos estabelecimentos comerciais e industriais que lhes forneçam os respectivos insumos;
✅ Atividades comerciais e de prestação de serviço mediante entrega (delivery);
✅ Atividades destinadas à manutenção, à conservação do patrimônio e ao controle de pragas urbanas;
✅ Atividades de suporte, manutenção e fornecimento de insumos necessários à continuidade dos serviços públicos e das demais atividades excepcionadas de restrição de funcionamento;
✅ Desde que situados às margens de rodovias: Borracharias e oficinas mecânicas; Restaurantes e lanchonetes instalados em postos de combustíveis. Neste caso é válido ressaltar a lotação máxima de cinquenta por cento de suas capacidades de acomodação;
✅ O transporte aéreo e rodoviário de cargas e passageiros;
✅ Atividades administrativas necessárias ao suporte de aulas não presenciais;
✅ Estágios, internatos e atividades laboratoriais das áreas de saúde.
Segundo o decreto, após o período de suspensão, todas as atividades econômicas e não econômicas poderão retomar seu funcionamento por 14 (quatorze) dias, observados os protocolos específicos. Lembrando que o prefeito estará regulamentando através de decreto algumas atividades…. (Fonte TV Acreúna – TVA)
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×